A história do jogo e dos casinos

by

A história do jogo está intrinsecamente ligada à da humanidade mas grande parte dela, principalmente a sua origem, é largamente baseada em crenças e suposições em vez de factos históricos concretos. Na verdade, é praticamente impossível recuar até uma data específica em que se testemunhou o primeiro registo deste tipo de actividade na vida humana, embora se acredite veemente que desde que foi inventado o primeiro tipo de moeda de troca o Homem tenha igualmente inventado um qualquer jogo de sorte. Por exemplo, é certo que o jogo esteve presente em praticamente todas as sociedades da história, embora também aqui haja uma grande dúvida qual terá sido a pioneira. Ao mesmo tempo que chegaram a ser encontrados dados em pirâmides egípcias que remontam a 3000 a.C., veio de Sófocles o primeiro registo deste objecto da Antiga Grécia quando afirmou que os dados foram inventados por um deus mitológico durante o cerco a Tróia.

Europa e América

Deixando as ambiguidades para trás e focando-nos no que realmente se sabe, o jogo aprimorou-se e difundiu-se rapidamente, tornando-se num dos símbolos da ostentação da elite em certos recantos do mundo, enquanto noutros foi relegado como actividade marginal que corrompia os homens. Podemos concluir que as raízes de muitos dos jogos banais de hoje presentes em qualquer casino localizam-se na Europa, como a roleta, o bacará, o blackjack, entre outros, o que explica em grande parte o facto de alguns dos casinos mais antigos do mundo se localizarem precisamente no velho continente. Curiosamente, todos sabem que hoje a capital mundial do jogo é sem dúvida Las Vegas (embora Macau se esteja a tornar um sério candidato) mas a prática de jogar inserido numa instituição regulada foi de facto levada até terras de tio Sam por europeus.

Abriam-se então os primeiros saloons, locais de diversão onde os viajantes comiam, bebiam, conversavam e divertiam-se a jogar e apostar dinheiro. Durante inícios do século XX o jogo a dinheiro foi banido da sociedade Americana tendo sido legalizado e regulado no início dos anos 30 no estado do Nevada (onde se situa Las Vegas). Posteriormente, outros estados adoptaram a medida, tal como New Jersey, que em 1976 autorizou legalmente o jogo a dinheiro em Atlantic City, aquela que é hoje a segunda maior cidade dos Estados Unidos no que a esta prática diz respeito.

Casinos de Atlantic City

Os casinos foram durante muito tempo os locais predilectos dos jogadores de todo o mundo, que a eles se deslocavam tanto para uma partida rápida destinada a encher um pouco mais a carteira como para participar em torneios prémios invejáveis. Porém, não podíamos falar dos casinos sem mencionar o poker, nomeadamente a versão Texas Hold’em, que juntamente com as slot machines são dos jogos que mais fãs juntam nos espaços físicos. De facto, o poker foi um dos principais responsáveis pela popularização dos casinos, levando a que muitos jogadores anónimos desistissem das suas vidas profissionais para abraçar carreiras de sucesso e tornarem-se os melhores do mundo. Por sua vez, os casinos rapidamente se aperceberam do sucesso deste jogo e logicamente começaram sucessivamente a dar-lhe mais destaque, criando inúmeros torneios a nível mundial e contribuindo para o boom do poker.

Casinos online e o futuro do jogo

É então que surge a internet e o mundo do jogo muda completamente pois hoje tudo é digital e feito com facilidade através de um computador. Sabendo disso, o passo lógico para muitos casinos era darem o salto para o mundo online, permitindo aos jogadores aceder aos seus jogos favoritos no conforto da sua casa. Sejam as slot machines, o blackjack, as roletas, o poker e muito mais, tudo está disponível nas páginas dos casinos online, que também concedem bónus e promoções exclusivas. Estes novos espaços de jogo online já se tornaram o ramo principal da maioria dos casinos do mundo, apesar de ainda continuarem a operar fisicamente nos espaços de sempre.

Oculos de realidade virtualMas o que reserva o futuro no que toca aos casinos e jogos de azar ou fortuna? Sabemos, por exemplo, que a inteligência artificial tem sem dúvida o potencial para apimentar e, quiçá, dominar mesmo o mundo do poker. No entanto, os jogadores preferem sempre jogar entre si e um dos próximos passos pode mesmo ser a realidade virtual, algo que está lentamente a entrar na sociedade mundial, particularmente através dos videojogos. Na verdade, já existe mesmo um casino online destinado a esta realidade. Disponível para o Oculus Rift e para o Gear VR da Samsung, o Casino VR Poker é uma sala de poker de realidade virtual que, entre outros factores, consegue ler a linguagem corporal de cada jogador, o que resulta numa experiência de jogo o mais aproximada possível da realidade, tudo sem ser necessário sair do sofá.

Posto isto, só o tempo ditará o futuro da realidade virtual e a disponibilidade dos casinos em aceitarem e promoverem este método junto dos seus jogadores, embora seja provável que o façam. De facto, ao adoptarem a realidade virtual as grandes marcas não só se mantém actualizados da corrente tecnológica como acima de tudo conseguem manter e/ou aumentar a sua base de clientes, ainda que os seus espaços físicos pareçam mais vazios.

Até 500€ de bónus grátis

Receba bónus de boas vindas exclusivos em primeira mão bem como outras ofertas especiais dos melhores portais de jogo online. Para receber só tem de inserir o seu e-mail: