Pular para o conteúdo

Recursos e organizações de ajuda ao jogo responsável

SRIJ – Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos

SRIJMais do que a entidade que aprova legalmente todos os operadores de jogo online do nosso país, o Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos também presta ajuda aos jogadores compulsivos. Uma parte significativa do portal do SRIJ é dedicado à política de jogo responsável e lá podem ser encontrados conselhos, dicas e o enquadramento normativo desta prática. A entidade do Turismo de Portugal também fornece formulários de autoexclusão – que podem ser transferidos diretamente a partir do portal – além de um endereço de email e uma linha telefónica de autoajuda. Ambos estes recursos estão ligados ao SICAD e prestam-se a fornecer apoio, informação útil e encaminhamento de todos aqueles com problemas relacionados com a prática do jogo.

  • Website – SRIJ
  • Número de telefone – +351 211 140 200
  • SICAD – Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências

    SICAD logoO SICAD é uma organização do Sistema Nacional de Saúde que tem como missão promover a redução do consumo de substâncias psicoativas, a prevenção dos comportamentos aditivos e a diminuição das dependências. Para isso, as suas áreas de intervenção passam pelos processos de prevenção, tratamento, reinserção e dissuasão, com várias campanhas que visam todo o tipo de adição e dependência. Embora o maior foco esteja nos problemas de álcool e droga, o SICAD também inclui uma série de recursos de ajuda para dependências como o tabaco e o jogo a dinheiro, desde recomendações gerais a linhas telefónicas.

  • WebsiteSICAD
  • Número de telefone – +351 211 119 000
  • FacebookSICAD no Facebook
  • IAJ – Instituto de Apoio ao Jogador

    IAJ logoA missão de Pedro Hubert – psicólogo especializado em adição ao jogo e outras dependências sem substância que criou e dirige o IAJ – é “coordenar esforços em todas as áreas que digam respeito ao jogo abusivo e patológico, em especial, no domínio do tratamento, da prevenção, da formação e da investigação”. Entre outros especialistas, os psicólogos, neuropsicólogos e psiquiatras do Instituto que tem sede em Oeiras prestam-se a muito mais do que o atendimento clínico personalizado dos jogadores abusivos, tanto presencialmente como por telefone. O IAJ tem parcerias com o SICAD e a linha de apoio ao jogo responsável da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, além de apostar na formação sobre os perigos do jogo através de ações de divulgação junto da comunidade.

  • WebsiteIAJ
  • Número de telefone – +351 968 230 998
  • SCML – Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

    SCML logoUma das instituições de solidariedade social mais conhecidas do nosso país, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa dispensa apresentações. Por ser a reguladora e uma das beneficiárias das receitas por detrás dos jogos sociais como o Euromilhões, a versão tradicional do Placard ou as raspadinhas, a SCML também desempenha um papel fulcral na promoção de hábitos de jogo responsável, promovendo a componente lúdica do jogo a dinheiro e possibilitando a realização de escolhas informadas sobre hábitos de jogo. Existe ainda uma a linha de apoio ao jogo responsável.

  • WebsiteSCML
  • Número de telefone – +351 213 235 000
  • FacebookSCML no Facebook
  • Gamblers Anonymous

    Gamblers Anonymous logoA Gamblers Anonymous é uma associação britânica de ajuda aos jogadores compulsivos que remonta a 1957. Ainda que o seu foco de ajuda principal sejam os diferentes tipos de reuniões de grupo – que logicamente acontecem em diversas cidades do Reino Unido e Irlanda do Norte – a associação também disponibiliza ajuda através do seu site tanto através de chats e fóruns como de literatura relevante. O acesso a estes recursos requer um registo no portal, mas é aconselhável o preenchimento prévio de um questionário que se propõe a avaliar o nível de dependência de jogo de cada um.

  • WebsiteGamblers Anonymous