Homejogo responsavelAutoproteger-se quando joga online

Autoproteger-se quando joga online

Autoproteger-se quando joga online

É cada vez mais fácil abrir uma conta e dar os primeiros passos no mundo do jogo online, mas para muitos utilizadores isso ainda pode ser algo assustador. Fornecer informação pessoal e bancária a marcas internacionais, transferir fundos para uma conta virtual e experienciar situações que podem levar ao limiar da adição são apenas alguns dos perigos associados ao jogo online. Torna-se assim obrigatório evitar tropeçar em todos eles e garantir a sua autoprotecção através de uma experiência de jogo lúdica, responsável e saudável. Para isso, basta reunir a devida informação de antemão, desde as informações legais sobre os portais de jogo até às ferramentas e organizações que acompanham os jogadores em caso de dependência.

Apostar em páginas devidamente autorizadas

Em Portugal a legislação obriga a que o mercado do jogo online seja regulado. Isto significa que, mesmo que seja possível aceder a sites estrangeiros ou outras páginas não bloqueadas, os utilizadores portugueses só estão autorizados a registar-se e jogar nos portais devidamente licenciados pelo Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos (SRIJ). Por muito competitivas que pareçam as odds de uma casa de apostas online, o número de jogos de casino ou até os bónus oferecidos, jogar em páginas não licenciadas por esta entidade não só é ilegal como pode ainda acarretar uma série de outros riscos que incluem roubo de fundos e da identidade do jogador. Deste modo, a verificação do estado legal da página de jogo é o primeiro e mais importante passo antes de abrir uma conta em qualquer portal.

Estabelecer limites

Depois de verificada a legalidade da página que melhor se adapta ao estilo de jogo de cada um, o passo seguinte é o estabelecimento de limites. Como há dinheiro envolvido, neste caso o limite não é só o do tempo passado a jogar, mas também o da quantidade de fundos investidos. Muitos jogadores conseguem ter o autocontrolo necessário para encarar o jogo responsavelmente, mas principalmente em situações de prejuízos sucessivos, é relativamente fácil perder o controlo sobre o dinheiro jogado. Este é um dos factores que mais rapidamente pode levar a situações de adição e dependência de jogo, e por isso todos os portais disponibilizam uma ferramenta que permite ajustar o limite de depósitos diários, semanais ou mensais. Em casos mais extremos, também é possível a autoexclusão do portal, o que impede até a criação de uma conta.

Procurar ajuda para os problemas de jogo

Para os verdadeiros amantes do jogo online, não há nada melhor do que a emoção de acertar numa aposta, libertar um grande jackpot no casino ou ganhar aquele torneio de póquer que parecia condenado. É este sistema de recompensa que se torna extremamente aditivo e que em casos extremos pode mesmo levar ao desenvolvimento da dependência e de outros problemas de jogo. Eventualmente, a sorte acaba-se, e os grandes lucros podem dar lugar a prejuízos ainda maiores dos quais é bastante complicado recuperar.

SICAD logoÉ antes de chegar a este ponto que deve ser procurada ajuda junto de entidades e organizações profissionais como o próprio SRIJ, o SICAD (Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências), o IAJ (Instituto de Apoio ao Jogador), entre outras. Estas entidades não só fornecem questionários e outras ferramentas destinadas a detectar o nível de dependência do jogador, como ainda o encaminham e acompanham no seu processo de recuperação.

Obter informação sobre os riscos do jogo

Estar a par de toda a informação é a melhor forma de enfrentar uma nova experiência. Por isso, o conhecimento prévio dos riscos também é a melhor forma de auto-avaliação que um jogador pode ter antes de engendrar pelo mundo do jogo online. Caso eles existam, os primeiros sinais de irregularidades são facilmente detetados pela recolha de dados sobre uma determinada marca e o(s) seu(s) portal(ais) de jogo. Falhas no sistema, procedimentos indevidos, atrasos nos pagamentos e cobrança de taxas elevadas estão entre algumas das irregularidades mais comuns.

É sobre estes e outros factores que as autoridades competentes incidem para dar luz verde à aprovação de um site de jogo, o que só torna a sua verificação legal ainda mais importante. Além disso, o Feeling Lucky é um portal especializado no jogo online que se presta à elaboração de análises cuidadas a todas as páginas de jogo disponíveis no nosso país, expondo detalhes importantes que podem passar despercebidos ao jogador mais comum.

https://feelinglucky.pt/wp-content/uploads/as-espadas-jogador-capuz.jpg
<img id="postThumbnailImageTopLeftPostContent" class="postThumbnailImageTopLeftPostContent" src="https://feelinglucky.pt/wp-content/uploads/as-espadas-jogador-capuz.jpg" width="300" height="185" alt="Autoproteger-se quando joga online">,<img decoding="async" loading="lazy" src="https://feelinglucky.pt/wp-content/uploads/sicad-logo-300x148.png" alt="SICAD logo" width="300" height="148" class="alignright size-medium wp-image-8958" srcset="https://feelinglucky.pt/wp-content/uploads/sicad-logo-300x148.png 300w, https://feelinglucky.pt/wp-content/uploads/sicad-logo-180x89.png 180w, https://feelinglucky.pt/wp-content/uploads/sicad-logo-360x178.png 360w, https://feelinglucky.pt/wp-content/uploads/sicad-logo.png 742w" sizes="(max-width: 300px) 100vw, 300px" />

Outros Países

SRIJ logo18+

Jogue com moderação, os jogos a dinheiro envolvem riscos financeiros.

O Feeling Lucky não é um website destinado a menores. É necessário ser maior de idade (18+) para poder visitar.

Copyright © 2023 Feeling Lucky, All rights reserved.