Pular para o conteúdo

As recomendações e diretrizes da UEFA para o futebol que o Covid-19 parou

O surto de coronavírus que assola o mundo está a ter um impacto particularmente forte no meio cultural e desportivo. Inúmeros eventos à escala global foram temporariamente suspensos, entre eles todos os campeonatos de futebol (ou quase todos, pois há sempre a liga da Bielorrússia e Nicarágua). Outras competições internacionais como o EURO 2020 e a Copa América foram adiadas por um ano, tal como os Jogos Olímpicos que também passaram para 2021. Recentemente, a UEFA tinha dado autonomia aos diversos países europeus para concluírem, como desejarem, as respetivas ligas, mas na reunião de quinta-feira, dia 23 de abril, o organismo que tutela o futebol europeu deixou estabelecidas algumas diretrizes para diferentes cenários.

Ligas e competições internas

A principal recomendação da UEFA é para que se concluam os campeonatos. O comité executivo decretou também que, para os casos especiais onde isso não seja possível pela via normal (ou seja disputar todas as jornadas restantes) “seria preferível que as competições suspensas fossem reatadas com um formato diferente”. Isto é o chamado ‘plano A’.

Mas a organização delineou também um plano B, delineando os motivos legítimos que poderão levar a que as ligas e/ou federações decretem prematuramente o fim das suas competições: existência de uma ordem oficial que proíba eventos desportivos e que impossibilite a conclusão da época antes do antes do início da próxima; e problemas económicos inultrapassáveis que colocassem a estabilidade financeira da competição nacional e dos clubes em risco.

Ambos os planos têm o mesmo objetivo claro: facilitar que os clubes se qualifiquem para as competições europeias de 2020/21 com base no mérito desportivo. Uma das possibilidades descartadas foi a que a federação espanhola propôs uns dias antes: a de que fosse o ranking de cada clube a determinar a sua participação nas competições europeias caso a liga não pudesse ser concluída. Por este prisma, alguns clubes menos cotados e que atualmente ocupam lugares europeus seriam penalizados. Em Inglaterra, por exemplo, o Leicester (atual 3º) veria a sua participação na Champions passar para o Manchester United (5º), enquanto em Espanha seria o Atlético de Madrid (6º) o maior beneficiado.

Com o plano A tudo decorre normalmente de acordo com a qualificação final dos clubes, mas nos países em que as ligas sejam dadas por terminadas são as federações e ligas em causa que estão encarregues de escolher os clubes para as competições europeias do próximo ano. Escolha essa que deverá obedecer a “princípios objetivos, transparentes e não-discriminatórios”, reservando a UEFA o direito de recusar qualquer emblema proposto se houver “perceção pública de injustiça na qualificação do clube”.

EURO 2020 e outras competições internacionais

No caso do EURO 2020, entretanto já adiado para 2021, a UEFA decidiu que o nome da competição vai continuar a ser o mesmo. De acordo com o organismo, isto permite manter a visão do torneio que pretende ser uma celebração do 60º aniversário dos campeonatos europeus de seleções (1960-2020) e ainda garantir um propósito sustentável ao evitar a destruição de material já criado.

Com o adiamento do EURO para 2021, o comité ouviu opções e tomará a decisão a 27 de maio sobre o reagendamento do europeu de sub-21, inicialmente marcado para o período entre 9 e 26 de junho de 2021 na Hungria e Eslovénia. Entretanto, e para evitar ainda maior saturação do ano que vem, o Europeu feminino foi também adiado para 2022. O torneio tem a Inglaterra como anfitriã e estava também agendado para o verão de 2021, com as novas datas a apontarem agora para o período entre 6 e 31 de julho de 2022.

Melhores Casas de Apostas em Portugal 2024

Casas de Apostas
Visão Rápida
Bónus
  • # Desportos: 28
  • Número de licença: 1
  • Bónus sem depósito: 0€
  • Bónus boas-vindas: 50€
  • # Desportos: 23
  • Número de licença: 24
  • Bónus sem depósito: 0€
  • Bónus boas-vindas: 30€
  • # Desportos: 19
  • Número de licença: 8
  • Bónus sem depósito: 10€
  • Bónus boas-vindas: 250€

Até 1.200€ de bónus grátis

Receba bónus de boas vindas exclusivos em primeira mão bem como outras ofertas especiais dos melhores portais de jogo online. Para receber só tem de inserir o seu e-mail:

Obrigado pela sua inscrição! Por favor verifique o seu email para confirmar a subscrição.
Ao subscrever a nossa newsletter está a concordar com a nossa política de privacidade e termos de uso.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *